SINFEMP quer pagamento em dia de todas as prefeituras até 20 de dezembro

eleicao-1O SINFEMP- Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Patos e Região defende o pagamento de todos os servidores dos meses de novembro, dezembro, um terço de férias e o 13º salário até o dia 20 de dezembro de 2016, em virtude de todos os prefeitos estarem recebendo os recursos da repatriação do governo federal.

De acordo com a entidade, as prefeituras de Malta, Condado, Vista Serrana, São José de Espinharas, São Mamede, Várzea, São José do Sabugi, Junco do Seridó, Quixaba, Cacimba de Areia, Passagem, Areia de Baraúnas, Salgadinho, São José do Bonfim, Mãe D’água, Santa Terezinha, Catingueira, Emas e Olho D’água receberão cada uma o valor de R$ 493.000,00( quatrocentos e noventa e três mil reais).  Já no Município de Santa Luzia o valor será de R$ 822.000,00(oitocentos e vinte e dois mil reais) e Patos será de R$ 2.631.000,00 (dois milhões e seiscentos e trinta e um mil reais), valores extras, suficiente para honrar todos os compromissos juntos aos servidores municipais.

Para a presidente da entidade Carminha Soares, no próximo sábado, será realizada uma reunião da entidade, com a participação de todos os membros da Diretoria, Conselho Fiscal e Delegados Representantes dos 21 municípios para fazer o levantamento da situação e verificar in locum se realmente existem gestores que não irão pagar todas essas verbas aos servidores dentro do prazo determinado por lei. “Caso a gente sinta a morosidade no pagamento aos servidores, vamos acionar a justiça para garantir o bloqueio desses recursos, assegurando assim o pagamento de todos esses valores aos servidores municipais dentro do que determina a lei”, afirmou a presidente.

Já o sindicalista José Gonçalves, presidente da CTB e vice-presidente do SINFEMP, destacou a luta da entidade, para que os prefeitos paguem também o PMAQ, pois os recursos já foram depositados nos municípios, implantem a insalubridade conforme laudo encaminhado anteriormente, como também um terço de férias, deixando assim os próximos gestores que assumirão no dia 1 de janeiro de 2017, livres de qualquer saldo a pagar aos servidores municipais. “Dinheiro tem suficiente para pagar a todos os servidores os seus direitos, mas tem prefeitos que perderam as eleições e abandonaram praticamente o município”, enfatizou o mesmo.

Gonçalves adiantou que essa conversa de deixar dinheiro em caixa para o próximo gestor efetuar o pagamento nunca aconteceu, pois se tivesse dinheiro eles próprios pagariam, pois os recursos chegam antecipados no mês de dezembro de cada ano.

O SINFEMP acionará as prefeituras na Justiça até no máximo dia 21 de novembro, para que os resultados saiam o mais rápido, em virtude do recesso judiciário que será a partir de 19 de dezembro de 2016.

Ainda tem os valores do FUNDEF que serão recebidos pelas Prefeituras de Patos e São José de Espinharas, que estará na ordem do dia da entidade sindical.

sinfemp.com.br

Comente com o facebook

Comentários

Deixe uma resposta