A semana do SINFEMP

O resumo de 1 semana de atividades do SINFEMP em fevereiro.

Reunião com a Comissão do PMAQ.

O Secretário de saúde se comprometeu em reunião com o SINFEMP que pagará agora no mês de março.
Nenhum servidor, a exemplo das categorias de recepcionistas, auxiliares de serviços, vigias e motoristas, serão excluídos. Vamos acompanhar o desenrolar da folha de pagamento com os valores.

01pmaq

Reunião do SINFEMP com os servidores do PA Maria Marques no Jatobá, Patos.

Discussão sobre as condições de trabalho, com falta de material, de servidores e segurança.O secretário de saúde, Zeca se comprometeu em resolver.

02saude

Servidores da Secretaria de Desenvolvimento Social de Patos
querem a garantia do atendimento de suas reivindicações, que passa pela isonomia salarial, escala de plantões e condições dignas de trabalho.
Assistentes sociais, orientadores educacionais, advogados, dentre outros compareceram.

03serv

Reunião com enfermeiros e dentistas de Patos.

A luta pela jornada de trabalho de 30 horas, sem redução de salário, seis horas corridas, condições dignas de trabalho e revisão salarial de R$ 300,00 além das progressões horizontais e verticais. Essa foi a pauta de cobrança das duas categorias.

04enferm

Reunião com motoristas e técnicos administrativos no CEREST.

Revisão Salarial e condições dignas de trabalho, foram as principais reivindicações, além de serem transferidos para o SAMU, pois são motoristas Classe II. Fizeram capacitação para isso.
05motoristas

Reunião com Técnicos de Enfermagem e Auxiliares de Saúde Bucal.

A principal pauta foi condições dignas de trabalho, revisão salarial, jornada de 30 horas semanais e seis horas corridas.
Além disso, o pagamento dentro do mês trabalhado e mudança na nomenclatura do contracheque e desconto do Patos Prev em cima de toda a remuneração.

06tecenf1

Assembleia Geral com os professores de Patos – PB

Apesar da implantação dos 11,36% nos contracheques de todos, a categoria deliberou o seguinte:
1. Pagamento do retroativo de janeiro no dia 14 de março;
2, Implantação imediata das progressões horizontais e verticais;
3. Atualização do PCCS do Magistério,
4. Pagamento dos precatórios de 1996 e 1999 com os 13 milhões que a Prefeitura receberá em dezembro das diferenças do FUNDEF e FUNDEB de 2003 a 2007,
5. Condições dignas de trabalho em escolas e creches,
6. Eleições diretas para diretores de escolas e creches,
7. Não pagamento da paralisação do dia 17 de fevereiro e da futura greve nacional dias 15,16 e 17 de março, pois é um direito dos servidores e já consta no calendário do ano letivo.
Uma grande assembleia do magistério de Patos.

07assemb

Comente com o facebook

Comentários

Deixe um comentário