“Sem rever gastos com comissionados a Prefeitura de Patos não controla suas contas”, relata José Gonçalves

zzzO Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Patos e Região (SINFEMP) realizou na tarde desta quarta-feira, dia 03, na Associação Comercial e Industrial de Patos (ACIAP), assembleia com diversos servidores do Município de Patos para tratar da campanha salarial 2016.

O evento contou com a presença do secretário de Saúde do Município de Patos, José Francisco de Sousa, Zeca, que falou sobre as expectativas da secretaria e expos os desafios para solucionar alguns problemas pontuais.

Fazendo uso da palavra, José Gonçalves, vice-presidente do SINFEMP, disse que a campanhasalarial 2016 será uma das mais difíceis, pois a Prefeitura Municipal de Patos se apoia na chamada crise para não atender reivindicações de reajuste salarial e de condições de trabalho. José Gonçalves também relatou o fato da prefeitura ter 395 cargos comissionados e 588 contratados, de acordo com dados do SAGRES, do TCE/PB).

Todos os meses, a gestão da prefeita Francisca Motta (PMDB) gasta R$ 1.760.000,00 com os salários dos cargos comissionados e contratados. Para José Gonçalves, o valor é altíssimo e prejudica o controle das contas públicas e mais ainda as negociações para reajuste dos salários dos servidores efetivos e para ajustes no setor público.

Os servidores aprovaram na assembleia a proposta do SINFEMP para reajuste salarial que varia de R$ 300,00 a R$ 150,00 para algumas categorias. Todas as categorias estão mobilizadas para o dia 17 de fevereiro, onde será lançada a Campanha Salarial 2016, com o slogan: Só Avança na Luta!

z3

Jozivan Antero – Patosonline.com

Comente com o facebook

Comentários

Deixe um comentário