Prefeita Francisca Motta anuncia proposta de aumento de 13,01% para professores

sinfA Prefeita Francisca Motta reuniu-se na manhã desta quarta-feira, 28, com a diretoria do Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Patos – SIMFEMP, onde anunciou a proposta de aumento salarial de 13,01% para a categoria de professores, cumprindo a meta estabelecida para 2015 do Ministério da Educação, com relação ao piso nacional dos professores.

Em Patos, os professores já ganhavam o piso nacional e com o novo reajuste de 13,01%, os salários subirão para R$ 2.147,01, um ganho de R$ 229,23 (duzentos e vinte e nove reais e vinte e três centavos) acima do piso nacional anunciado para 2015, fixado em R$ 1.917,78.

De acordo com a prefeita Francisca Motta, a reunião foi importante, pois além de avaliar com o Sindicato o cenário nacional e Estadual do ponto de vista econômico, foi possível fazer uma avaliação dos avanços obtidos junto aos servidores em 2013. “Os servidores, o Sindicato e a sociedade tem acompanhado o nosso compromisso e esforço, contrariando muitas vezes, determinações de técnicos da Prefeitura e orientações do Tribunal de Contas, em prol da valorização dos nossos servidores. Mas, o ano sem dúvida, é de muita cautela, de cuidado e ainda mais responsabilidade, pelas previsões orçamentárias advertidas constantemente aos prefeitos de todo o Brasil,” ressaltou a Prefeita.

Segundo Francisca Motta, o reajuste do novo mínimo já beneficiará também os servidores da Prefeitura, que possuem o salário mínimo como salário base, já em Janeiro. “Se Deus quiser, pela maneira como estamos conduzindo, pelo olhar que temos com os servidores, dentro dos nossos limites e com muito diálogo, estou feliz em poder honrar com o reajuste do mínimo e garantir mais este avanço,” acrescentou a Prefeita de Patos.

A diretora do SIMFEMP, Carminha Soares, adiantou que convocará os professores para uma audiência, na tarde desta quinta-feira, 29, para que os mesmos avaliem a proposta do Executivo Municipal referente ao piso nacional e ao pagamento do terço de férias, uma vez que o Município precisa fechar a folha de Janeiro.

“Levaremos para decidir em plenária a proposta dos 13,01% de reajuste para o piso dos professores, bem como, o parcelamento do terço de férias dos mesmos. A proposta é de que o terço de férias seja dividido em três vezes, começando a ser pago a partir de Janeiro; o reajuste do piso de 13,01% começando a ser pago em fevereiro e o retroativo de Janeiro nos meses de Abril e Maio,” explicou a presidente Carminha Soares.

Ainda segundo Carminha Soares, para os professores aposentados, por não terem terço de férias, a proposta é de que o retroativo do reajuste do piso seja pago nos meses de Fevereiro e Março. “Se Deus quiser nos reuniremos ainda nesta quinta-feira com a categoria, que decidirá em assembléia, todas as propostas do Executivo,” concluiu a presidente.

Ouça a prefeita e a sindacalista comentando a proposta:


Assessoria

Comente com o facebook

Comentários

Deixe uma resposta