SINFEMP afirma que 300 vagas para concurso público é insuficiente para cobrir a demissão de mais de mil servidores contratados pela Prefeitura de Patos

DSC04597O SINFEMP – Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Patos e Região, defende imediatamente a publicação de edital para realização de concurso público no município de Patos, em virtude das demissões que foram feitas e a sobrecarga de trabalho para os atuais servidores municipais em todas as secretarias.

Com a demissão dos servidores contratados, ocorreu uma sobrecarga de serviços, especialmente para as auxiliares de serviços, merendeiras, técnicos administrativos, motoristas, vigias, dentre outros, prejudicando os mesmos até em suas férias anuais, sendo necessária a realização imediata do concurso público.

Para a presidente do SINFEMP, Carminha Soares, as auxiliares de serviços e merendeiras das escolas tiveram um aumento enorme de serviços com o Mais Educação e no entanto aumenta o trabalho, mas não se aumenta o salário, tendo que ser revertida essa situação.

Já em relação aos vigias, muitos estão trabalhando das 18:00 às 06:00 do dia seguinte, sem receber adicional noturno e periculosidade.

Carminha está preocupada com as condições de trabalho dos servidores, como também com a realização de novo concurso público o mais rápido, e o que preocupa ainda mais é o número de vagas oferecidas de apenas 300 não sendo suficiente para a demanda, pois mais de mil servidores contratados foram demitidos por decisão da justiça.

A sindicalista ainda destacou que existem diversas obras em andamento no município, que devem ser concluídas até o início de 2014 a exemplo de duas UPAS, justificando a realização do concurso público com pelo menos mil vagas.

A entidade irá acompanhar desde o início a realização do concurso, sabendo qual empresa ganhou a licitação e espera que as empresas que já respondam por irregularidades em outros concursos públicos não sejam habilitadas e aceitas para realizar o concurso de Patos.

sinfemp.com.br

 

Comente com o facebook

Comentários

Deixe um comentário