Diretoria do SINFEMP realiza segunda reunião de 2013

A Diretoria do SINFEMP- Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Patos e Região, realizou na manhã do sábado, dia 2 de março de 2013, a segunda reunião da atual diretoria que contou com a presença dos diretores de Patos e demais municípios da base territorial da entidade.

A pauta foi no tocante aos salários atrasados em alguns municípios e a campanha salarial 2013, onde cada diretor fez a exposição da situação, onde serão marcadas assembleias gerais em Emas, Condado, Cacimba de Areia, Passagem, São José de Espinharas, devido aos atuais gestores não terem ainda apresentado proposta de pagamento, sendo necessário entrar com ações de cobrança na justiça. No caso de São José de Espinharas, apenas os professores receberam, mas os demais servidores se encontram prejudicados.

No tocante ao aumento salarial para os professores de Patos, foi discutida a situação e o sindicato irá solicitar a prestação de contas do FUNDEB referente ao ano de 2012, aos membros do Conselho Municipal do FUNDEB, para avaliar a atual situação de quem realmente recebe e todos os gastos efetuados, para ter uma realidade concreta dos recursos recebidos e gastos durante o ano.

Para a presidente do SINFEMP, Carminha Soares, O Conselho Municipal do FUNDEB deve fazer a prestação de contas mensalmente de acordo com a lei que regulamenta o mesmo e não de ano em ano, como vem sendo feito, sem o conhecimento da categoria. “Vou solicitar a prestação de contas e sugerir ao conselho que marque uma reunião com todos os professores filiados ao SINFEMP para que tudo seja esclarecido”, frisou a mesma. Na segunda-feira as 10:00 horas tem audiência com a Prefeita Francisca Motta.

Em relação aos servidores da saúde foi informada a paralisação na próxima quinta-feira, dia 7 de março em Patos. Já os professores se não for apresentada uma proposta de aumento salarial, paralisarão suas atividades nos dias 6, 7 e 8 de março em Patos.

Carminha Soares ainda denunciou perseguições aos dirigentes sindicais de Cacimba de Areia, João Batista de Oliveira Santos, como também, de Jany Maria Pereira, que teve os seus vencimentos não depositados este mês, pela Prefeitura de São José do Sabugy.

Em Cacimba de Areia mesmo a lei permitindo a liberação do dirigente sindical, o atual prefeito não considerou e alegou que não existia lei e que precisava do servidor, caracterizando que o mesmo não tem conhecimento da lei existente e nem tampouco a sua assessoria. Foi encaminhado oficio pedindo a liberação, com a juntada da lei e caso não seja resolvido será acionada a justiça.

O SINFEMP pretende realizar assembleias em todos os municípios fechando as propostas de aumento salarial até o dia 30 de março do corrente. Na segunda-feira, dia 4 tem assembleia as 16:00 horas em Condado. Na terça-feira, dia 5, tem reunião em Várzea. Dia 7 tem reunião as 16:00 horas em São Mamede.

sinfemp.com.br

Comente com o facebook

Comentários

Deixe um comentário