SINFEMP pedirá apoio aos vereadores e vereadoras de Patos

 A presidenta do SINFEMP- Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Patos e Região, Carminha Soares, irá pedir o apoio de todos os vereadores e vereadoras de Patos, para a luta dos Professores que irão paralisar suas atividades na próxima sexta-feira, dia 1° de março de 2013.

Em assembléia geral realizada na última sexta-feira, dia 22 de fevereiro de 2013, os profissionais do Magistério Público Municipal de Patos decidiram paralisar suas atividades no dia 1° de março e em assembléia poderão deliberar por greve por tempo indeterminado caso não seja concedido o aumento salarial para a categoria a partir de sexta-feira, dia 1°.

Carminha afirmou que enquanto presidenta do SINFEMP,  lamentou a proposta zero de aumento apresentada intempestivamente pela contadora do município Clair Leitão e a falta de uma proposta concreta por parte da Secretaria de Educação e a própria prefeita Francisca Mota.

 O  próprio governo federal já repassou desde 1° de janeiro de 2013, 7,97% a mais no FUNDEB e prefeituras a exemplo de Campina Grande e João Pessoa, concederam 10% de aumento aos professores e demais profissionais do magistério público municipal. O SINFEMP apresentou proposta de 15% de aumento, retroativo a 1° de janeiro de 2013.

Todos os professores ativos e aposentados estão sendo convidados  a se fazerem  presentes na próxima terça-feira, dia 26 de fevereiro, as 18 horas para acompanhar a sessão da Câmara Municipal, pedindo o apoio dos pares da casa para a luta da categoria.

Ainda na sexta-feira, dia 1° será realizada assembléia geral com os servidores da saúde, às 4 horas da tarde na Associação Comercial para discutir aumento salarial e a aprovação do Plano de Cargos, Carreira e Salários.   No sábado, às 4 da tarde, também na Associação com os servidores das demais secretarias.

O SINEMP quer garantir o aumento salarial de 15% aos professores, como também a aprovação do Plano de Cargos, Carreira e Salários dos Profissionais do magistério, dos servidores da saúde e o novo estatuto do servidor público municipal de Patos.

“Entregamos uma pauta com 35 reivindicações a Prefeita Francisca Mota e não recebemos até o momento nenhuma contraproposta”, frisou a sindicalista.

sinfemp.com.br

 

Comente com o facebook

Comentários

Deixe uma resposta