Com proposta de aumento salarial zero professores irão zerar as atividades a partir do dia 1º de março de 2013 em Patos.

O SINFEMP- Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Patos e Região, em assembleia geral realizada sexta-feira, dia 22 de fevereiro de 2013, com os professores ativos e aposentados de Patos, decidiram paralisar as atividades no dia 1º de março de 2013.

As reivindicações entregues a Prefeita Francisca Motta e a Secretária de Educação Adalmira Marques, não foram atendidas e quem veio afirmar que não tinha aumento salarial foi justamente a contadora do município Clair Leitão, que ainda chamou indiretamente os professores de mal educados, sendo repudiada por todos que estavam presentes.

A presidente Carminha Soares repudiou esse tipo de comportamento, afirmando que todos os professores e servidores presentes mereciam respeito e que a discussão a partir de hoje será diretamente com a Prefeita Francisca Motta e a Secretária de Educação, que deve trazer uma proposta concreta para a categoria de aumento salarial de 15% retroativo a 1° de janeiro de 2013.

Os professores ficaram revoltados com a postura da contadora e da própria secretaria que deveria ter apresentado uma contraproposta para os professores de Patos, antecipada, até porque recebeu o documento no dia 14 de fevereiro, com 8 dias de antecedência para responder a O SINFEMP vai solicitar através do Ministério Público Estadual a relação de todos os professores que recebem pelos 60% do FUNDEB, locais de trabalho, salário que cada um recebe, além da relação dos contratados e comissionados, como também todos os repasses para o Patos Prev que são descontados dos referidos professores.

No dia 1º de março ás 08:00 horas da manhã será realizada uma assembleia na Associação Comercial, com os professores, que deliberará greve por tempo indeterminado, a partir do dia 8 de março, onde será publicado edital em jornal, seguindo todos os procedimentos normais e em seguida sairá em caminhada pelas principais ruas da cidade, fazendo concentração na Secretaria de Educação, onde deverá ser feito um acampamento.

No dia 1º de março à tarde, será realizada uma assembleia com os servidores da secretaria de saúde, que discutirá aumento salarial e que também se não tiverem proposta, o SINFEMP irá defender a paralisação da categoria. No dia 2 de março, sábado, será realizada assembleia com os servidores das demais secretarias, que também serão convocados para entrar na luta.

A sindicalista afirmou que não tem sentido o ex prefeito Nabor Wanderley ter concedido 156% de aumento salarial em 8 anos e a atual gestora apresenta zero de aumento salarial, sem nenhuma justificativa até porque aumentou o número de alunos.

Apenas nos meses de janeiro, o município recebeu de FUNDEB o valor de R$ 1.909.856,28 e até o dia 20 de fevereiro o valor de R$ 1.786.820,22 faltando ainda o repasse do dia 28 que deve fechar dois milhões de reais. Até o dia 20 de  fevereiro a Prefeitura recebeu R$ 4.426.017,40 envolvendo FUNDEB e FPM.

sinfemp.com.br

 

 

 

 

Comente com o facebook

Comentários

2 comentários em “Com proposta de aumento salarial zero professores irão zerar as atividades a partir do dia 1º de março de 2013 em Patos.”

  1. EU TENHO CERTEZA Q NAO É FALTA DE REPASSE DE DINHEIRO FEDERAL. É Q MUITAS CONTAS ANTIGAS TEM Q SEREM ACERTADAS
    TEM UMA ENORME HERANÇA MALDITA DA GESTÃO PASSADA E Q ELA NÃO PODE FALAR. E NÓS PAGAMOS A CONTA.

  2. “COM TODA RUINDADE NABOR ERA MELHOR,AGORA AGUENTA CORAÇÃO, VOTEM NELA, PQ DINHEIRO TEM E MUITO E O DO FUNDEB NÃO PODE SER DESVIADO PRA OUTROS SETORES,QUEREMOS AUMENTO A BRINCADEIRA COM O DINHEIRO PÚBLICO JÁ ERA QUEREMOS NOSSO AUMENTO TODOS OS ANOS TINHAMOS MESMO FAZENDO MOIDO,OU ENTÃO PARAM TUDO,QUEREMOS E NÃO ABRIREMOS MÃO DISSO, E TB EXIJIMOS MAIS RESPEITO COM NÓS,PARABÉNS CARMINHA.

Deixe um comentário