Servidores que não entrarem com ações na justiça poderão perder seus salários

O Presidente do SINFEMP- Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Patos e Região, José Gonçalves, afirmou que os servidores dos municípios de Malta, Condado, São José de Espinharas, Catingueira, Emas, Olho D’água, São José do Sabugi, que estão com salários a receber do mês de setembro, poderão ter prejuízos com o pagamento dos meses seguintes caso não entrem com ações na justiça.

Gonçalves frisou que de acordo com a lei de responsabilidade fiscal os atuais gestores por estarem em fim de mandato, devem pagar a todos os servidores até o dia 30 de dezembro ou senão deixar dinheiro em caixa para o próximo prefeito efetuar o pagamento, mas dificilmente isso poderá acontecer.

O sindicalista se baseia na atual realidade, pois as prefeituras que ainda não conseguiram pagar a folha do mês de setembro, dificilmente terá condições de pagar outubro, novembro, dezembro, 13° salário e um terço de férias, dentro de praticamente 60 dias.

Gonçalves já foi avisado por pessoas, ligadas a grupos políticos que ganharam as eleições nesses municípios que o entendimento dos prefeitos eleitos, não irá pagar débitos dos gestores anteriores, caso não exista uma demanda judicial. Neste caso, os servidores que não entrarem com ações correrão o risco de não receber os meses de setembro, outubro, novembro, dezembro e 13° salário, destacou o sindicalista.

O SINFEMP está realizando reuniões nos municípios para recolher a documentação e as ações estão sendo impetradas individualmente, tendo direito apenas aquele servidor ou servidora que teve a coragem de lutar pelos seus direitos.

Comente com o facebook

Comentários

Deixe uma resposta