SINFEMP realiza assembleias para assegurar aumento salarial para os professores

O SINFEMP- Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Patos e Região, definiu assembleias gerais com os professores e demais servidores municipais, nos municípios de Vista Serrana, que acontecerá na próxima quarta-feira, dia 21 as 10:00 horas da manhã, na Escola Gil Farias e as 16:00 horas, em Condado, na Escola Sebastião Lima. Já na quinta-feira, dia 22, será a vez de São José de Espinharas, sendo as 09:00 horas  na Escola da Fazenda Flores e a tarde, precisamente as 16:00 horas na sede do município.

Na sexta-feira, dia 23, as 09:00 horas será realizada a assembleia geral com os professores de Quixaba e as 15:00 horas com os professores municipais de Cacimba de Areia.

O sindicalista José Gonçalves, acrescentou que as Prefeituras de Várzea, São Mamede, São José do Bonfim, Mãe D’água, Santa Teresinha e Vista Serrana, já concederam aumento salarial para os professores e que espera que as demais, apresentem a proposta de aumento até o dia 30 de março de 2012, sob pena de serem todas acionadas na justiça. “Vamos solicitar a relação de todos os profissionais do magistério que recebem pelos 60% do FUNDEB, com seus respectivos salários, locais de trabalho, dos meses de dezembro de 2011, janeiro, fevereiro e março de 2012, como também acionarmos o Ministério Público, para que o mesmo interceda, solicitando a prestação de contas de todos os gestores que insistem em não conceder o aumento salarial no percentual de 22,22% para a categoria e a relação de contratados durante os três primeiros meses de 2012”, disse Gonçalves.

Na próxima semana serão marcadas as assembleias para os municípios de Passagem, Areia de Baraúnas e Salgadinho, Junco do Seridó, Santa Luzia, São José do Sabugi, Catingueira, Emas e Olho D’água.

No caso específico de Patos, tem audiência marcada com o prefeito Nabor Wanderley para o dia 30 de março e no mesmo dia, as 16:00 horas, será realizada uma assembleia geral com todos os profissionais da educação no Auditório da Associação Comercial de Patos.

Gonçalves frisou que não tem sentido os prefeitos retardarem o aumento salarial para os professores, pois o custo aluno ano aumentou no percentual de 22,22% e todos os municípios receberam o FUNDEB com esse aumento, desde o dia 1º de janeiro de 2012 e já deveriam ter enviado os projetos de lei para as Câmaras Municipais para aprovação. “Os prefeitos podem se acostumar que todos os anos terão que fazer isso, mais cedo ou mais tarde, concedendo o aumento salarial para os professores, pois o piso é lei e os que ainda não fizeram pensando em concedê-lo a partir de março, perdendo a retroatividade a janeiro, estão completamente enganados, pois o SINFEMP vai buscar o restante na justiça”, alertou o sindicalista.

Comente com o facebook

Comentários

Deixe uma resposta