Servidores de Malta querem audiência com prefeito municipal

Malta 1Em assembleia geral realizada na última sexta-feira, dia 13 de fevereiro de 2015, em Malta, os servidores públicos municipais, discutiram o aumento salarial, elaboração de um Estatuto para o servidor, elaboração e implantação do Plano de cargos, carreira e salários para os servidores da saúde, pagamento de insalubridade, periculosidade, reajuste salarial para os que ganham acima do salário mínimo, dentre outras demandas.

Para a Diretora do SINFEMP, Professora Hozana Alves, o aumento de 13,01% para os profissionais do magistério cumpriu o que determinou o governo federal, no mesmo percentual, apesar da entidade ter solicitado 20%, mas o problema maior agora são as demais categorias que não tiveram nenhum reajuste, especialmente os que ganham acima do salário mínimo no município.

Malta 2Além disso, a sindicalista salientou a necessidade de ser elaborado um Estatuto do Servidor Público Municipal, baseado na Lei 8.112/90, que trata do Regime Geral dos Servidores Públicos e mais leis pertinentes, mas que seja discutido com todas as categorias, evitando o que aconteceu em 2014, onde foi um plano para a Câmara sem discussão com a base, tendo que mobilizar os servidores para barrar a sua votação, mas o Prefeito, depois de comunicado da posição da entidade e dos servidores, retirou de pauta, tendo sido uma grande conquista para as categorias que seriam prejudicadas, com carga horária de 44 horas semanais, dentre outros males.

O Diretor Jurídico do SINFEMP, Gilson Remigio destacou a necessidade da união da categoria e ao mesmo tempo, buscar o diálogo com o gestor e caso não avance utilizar os meios de mobilização existentes, no sentido de avançar as conquistas locais.

O Assessor Jurídico do SINFEMP, Dr. Damião Guimarães, descreveu a trajetória de lutas da entidade em Malta e que tem um acumulo de forças, podendo construir grandes avanços, a começar pela construção de um PCCS para todas as categorias, incluindo as progressões horizontais e verticais, como também uma tabela de vencimentos, envolvendo motoristas, garis, vigias, auxiliares de serviços, servidores da saúde, dentre outros.

O Prefeito Nael Rosa e nem assessores compareceram, apesar de terem sido convidados, mas foram escolhidas comissões que pretendem dialogar com o mesmo para que as demandas sejam atendidas o mais rápido possível.

A presidente do SINFEMP, Carminha Soares, em virtude de está internada no Hospital Regional de Patos, não pode comparecer a assembleia no Município, mas teve participação de diversos diretores e assessoria jurídica da entidade.

sinfemp.com.br

Comente com o facebook

Comentários

Deixe um comentário