Professores de Cacimba de Areia mantém a greve por tempo indeterminado

  Os professores mDSC03623unicipais de Cacimba de Areia em greve desde o dia 11 de setembro de 2013, decidiram manter a paralisação por tempo indeterminado em virtude do Prefeito Nico não atender as reivindicações da categoria.

Os professores reivindicam isonomia salarial, pois a metade recebe a docência e a outra não tem direito. Além disso, não pagam o quinquênio, não tem direito a progressão horizontal e vertical, dentre outros direitos.

DSC03608Os professores reclamam ainda do atual salário no valor de R$ 975,00 enquanto contratados e comissionados ganham valores superiores aos que verdadeiramente trabalham no município.

Outra reclamação diz respeito a proibição dos professores que moram em Patos em se deslocarem no ônibus escolar, como sempre aconteceu, tendo os mesmos que pagarem R$ 130,00 mensalmente para garantir a sua ida e volta ao trabalho.

DSC03603Ontem na realização de uma caminhada pelas principais ruas da cidade, os professores com o apoio do sindicato da categoria, denunciaram à situação a população, pedindo o apoio dos pais de alunos, para a luta dos mesmos por melhores condições de trabalho e de salários.

A Presidente do SINFEMP – Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Patos e Região, Carminha Soares  e uma comissão de professores, chegaram a conversar com o prefeito Nico que não demonstrou nenhum interesse em resolver o problema.

Para a presidente Carminha Soares, o prefeito não resolve nada, fica passando o problema para os secretários que também não resolvem nada, prejudicando assim a educação no Município. “O prefeito Nico tem dificuldade para dizer sim e também dizer não, é lamentável a situação”, frisou a sindicalista.

 

 

Comente com o facebook

Comentários

Deixe um comentário