Professores de Patos em greve realizam mais uma manifestação

O SINFEMP- Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Patos e Região, realizou mais uma assembléia geral com a categoria na Associação Comercial de Patos e em seguida saíram em caminhada pelas principais ruas da cidade com realização de um ato público ao lado da Telemar.

Os professores reafirmaram a disposição de continuar a Greve no município até a Prefeita Francisca Mota apresentar uma proposta concreta de aumento salarial para a categoria, retroativo a 1° de janeiro de 2013.

Ficou definida a manutenção das atividades do Comando de Greve em todas as escolas e creches do município, sendo realizada mais uma reunião na sexta-feira, às 4 horas da tarde apenas com o comando de greve para discutir e encaminhar os  próximos passos da categoria.

Na segunda-feira, pela manhã, será realizado um café da manhã das mães, que estão em greve, menos o Comando de Greve que continuará a mobilização nas escolas e creches, para garantir o 100% de paralisação.

A presidente do SINFEMP, Carminha Soares, mais uma vez entrou em contato com o chefe de gabinete Pedro Leitão para marcar audiência com a Prefeita Francisca, em virtude da mesma se encontrar em Patos e está aguardando o retorno da mesma.

Os recursos do FUNDEB para o Município de Patos ficam em média dois milhões por mês, pois apenas no mês de abril foi depositado R$ 1.982.000,00 tendo reais condições de conceder o aumento para a categoria.

Os manifestantes denunciaram a ameaça sofrida pelo comando de greve na tarde de hoje, quarta-feira, na Escola Humberto Lucena, onde foi acionada a Política Militar para intimidar os professores que estão em greve e só depois da intervenção do SINFEMP junto a Secretária de Educação, a direção da referida escola e de duas professoras foram orientadas a evitar esse comportamento.

Para Carminha Soares, os professores de Patos não estão quebrando nada, não estão dilapidando o patrimônio público, apenas lutando pelos seus direitos de forma pacífica, não se configurando como bandidos ou bandidas, merecendo assim o respeito de todos, especialmente da Secretaria de Educação e da Prefeitura de Patos.

Apoiaram o movimento o presidente do Sindicato dos Agentes de Transito de Patos, Antonio Coelho e de Jozivan Antero, servidor da saúde de Patos, tendo uma ausência total dos vereadores e vereadoras de Patos.

sinfemp.com.br

 

Comente com o facebook

Comentários

Deixe um comentário