Servidores de São José de Espinharas aceitam proposta e encerram greve

DSC04365Em assembleia geral realizada na manhã de sexta-feira, dia 6 de dezembro de 2013 na Escola Titico Gomes em São José de Espinharas, com todos os servidores municipais e representantes da Prefeitura Municipal, foi apresentada a proposta do Prefeito Renê Trigueiro Caroca, de pagamento de um terço de férias de 2012 no dia 15 de janeiro de 2014 e de um terço de 2013, no dia 15 de fevereiro de 2014, sendo aceito por todos os presentes.

Além dessa proposta a o chefe de Gabinete, Pedro Dantas e o líder do governo Paulo Camilo se comprometeram em pagar o salário do mês de novembro no dia 10 de dezembro, o 13° salário no dia 20 e o pagamento do referido mês de dezembro  até o dia 30.

DSC04378Para a presidente do SINFEMP – Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Patos e Região, Carminha Soares, a entidade levou a proposta para ser deliberada pela categoria, que aceitou, confiando na proposta apresentada pelo gestor municipal, mas caso não seja cumprida, os servidores voltarão a se reunir e deliberarão pela greve no município. “ Acreditamos que o atual gestor irá cumprir com o acordado até porque em 12 meses ele irá pagar 15 salários, pagando atrasos ainda do gestor anterior e vamos dar esse crédito de confiança, mas qualquer dificuldade, de atraso, mobilizaremos imediatamente todos os servidores prejudicados”, frisou a mesma.

Os representantes do prefeito, presentes a reunião assumiram também o compromisso de pagar os salários dentro do mês trabalhado a partir de 2014.

Estiveram presentes na assembleia os vereadores de oposição, Neto Gomes e João Lúcio que se solidarizaram desde o início com a luta dos servidores municipais.

Para o vice-presidente do SINFEMP, José Gonçalves, a proposta representou um avanço para todos os servidores e espera que em 2014 os problemas não retornem no município de São José de Espinharas. “Acredito que o atual gestor irá cumprir com o acordado entre o sindicato e servidores, para que não seja necessário, reunirmos mais para discutirmos o passado e sim propostas futuras de melhorias para todas as categorias”, destacou Gonçalves.

sinfem.com.br

 

 

 

Comente com o facebook

Comentários

Deixe um comentário