SINFEMP realizará assembleia geral com professores de Patos

assembleia_sinfemp1804O SINFEMP- Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Patos e Região realizará na próxima segunda-feira, às 15:00 horas no Auditório da Associação Comercial de Patos uma assembleia geral com todos os professores e demais profissionais lotados na Secretaria de Educação de Patos.

Na oportunidade será discutida as ações que foram impetradas pela entidade, da diferença do piso nacional da categoria, em virtude da jornada de trabalho de 25 horas semanais e a Prefeitura não respeitava 1/3 (um terço) com atividades extraclasse, e os professores trabalhavam em sua maioria, especialmente os do Ensino Fundamental I, primeira fase, às vinte horas em sala de aula, trabalhando mais de três horas gratuitas.

O SINFEMP solicitou a documentação aos professores e que assinassem a procuração e entrou com ações cobrando essa diferença, tendo alguns sendo julgados favoráveis e outros negados, o que será tudo explicitado pela entidade e sua assessoria jurídica na assembleia.

Outro ponto de pauta será a diferença do FUNDEF/FUNDEB de 2003 a 2007 de todos os professores de Patos, ativos e os que se aposentaram e trabalharam nesse período. Esse valor está para ser pago a Prefeitura no mês de dezembro deste ano e a defesa é que 60% desses recursos sejam rateados com esses profissionais do Magistério Público Municipal e o restante seja efetuado o pagamento dos precatórios aos demais servidores da secretaria de educação, tais como as auxiliares de serviços, vigias, técnicos administrativos e demais servidores lotados na secretaria que tem esses valores para receberem Como é uma verba específica da educação deve ser direcionada para a educação, como determina a lei.

Já em relação a venda da Folha de Pagamento pela Prefeitura Municipal de Patos, o SINFEMP defende que esse valor seja repassado imediatamente para a Prefeitura e que o atual prefeito possa atualizar a folha de pagamento da secretaria de saúde e o restante seja pago aos precatórios dos servidores das demais secretarias, que tem direito a receber.

Para a Presidente do SINFEMP, Carminha Soares, esse dinheiro da Folha pertence aos servidores, pois são eles que irão pagar, descontado todos os meses as famosas cestas nas contas, com valores superiores a vinte reais. “Eu defendo que o prefeito Lenildo receba esse dinheiro, mas que seja direcionado a resolver as nossas pendências junto a Prefeitura, tais como: atualização de salários da saúde e o pagamento de precatórios, pois somos nós servidores que iremos pagar mais uma vez essa venda da folha sem nenhuma discussão com o sindicato e nem tampouco com os servidores”. Desabafou a mesma.

Na segunda-feira, dia 7 foi  realizada uma audiência na Vara do  Trabalho e o SINFEMP esteve presente para solicitar que a Caixa Econômica repasse esse valor e o prefeito direcione esses recursos para os servidores. Se a Caixa não repassar, a entidade defende que retorne as contas para o Banco do Brasil, desde que o mesmo pague o referido valor. sinfemp.com.br

Comente com o facebook

Comentários

Deixe um comentário