SINFEMP lança Campanha Salarial 2015 em Patos

DSC02603Manhã de sol, chegando aos 40 graus em Patos, sertão do Estado da Paraíba, os servidores municipais demonstraram a sua organização, participando maciçamente, do Lançamento da Campanha Salarial 2015, promovida pelo SINFEMP- Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Patos e Região, com o apoio da FETRAM- Federação dos Trabalhadores Públicos Municipais da Paraíba e da CTB- Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil na Paraíba.

A concentração teve início na sede do sindicato e depois os servidores saíram em caminhada pelas principais ruas da cidade, chegando até a DSC02837Prefeitura Municipal de Patos, onde foi realizado um ato público e em seguida uma comissão foi constituída para falar com a Prefeita Francisca Mota, com o objetivo de receber respostas para as reivindicações já apresentadas a gestora no mês de janeiro.

A Presidente do SINFEMP, Carminha Soares, enfatizou a necessidade do atendimento imediato das reivindicações das mais diversas categorias, que não são apenas de ordem econômica, mas também de caráter humano, tais como: o assédio moral nos locais de trabalho, as transferências sem nenhum embasamento jurídico e apenas pessoal, além da isonomia salarial para os servidores que exercem a mesma função, independentemente da secretaria em que estejam lotados, eleições diretas para diretores de escolas e creches, insalubridade, periculosidade, adicional noturno, convocação dos aprovados em concurso público, aumento salarial para os aposentados e pensionistas no mesmo percentual dado aos que estão na ativa, pagamento de salários até o dia 30 do mês trabalhado, cumprimento dos planos de cargos, carreira e salários existentes e um novo plano para os servidores municipais, dentre outras demandas da entidade.

DSC02843Com a ausência da Prefeita, a direção do sindicato foi recebida pela Secretária Illana Mota, que se comprometeu a marcar um calendário de reuniões com as 35 categorias de servidores existentes no Município, logo depois do carnaval.

Caso as reivindicações não sejam atendidas, haverá ainda dois dias de paralisações e poderá acontecer até greve, é o que defende a presidente do SINFEMP, Carminha Soares.

Participaram ainda os presidentes do Sindicato dos Agentes de Saúde e de Endemias, Bosco Valadares e do Sindodonto, Dr. Medeiros, apoiando a luta do SINFEMP e dos servidores municipais de Patos.

DSC02845 DSC02835 DSC02524 DSC02515 DSC02580 DSC02458sinfemp.com.br

 

 

 

 

Comente com o facebook

Comentários

Deixe uma resposta