Servidores municipais paralisam atividades em Patos.

DSC06848

O SINFEMP- Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Patos e Região, lançará nesta terça-feira, dia 10 de fevereiro  a Campanha Salarial de 2015, que tem como tema: Não quero nem saber…. Quero Meus Direitos!.

Todos os servidores paralisarão suas atividades, se concentrando as 08:00 horas da manhã na Sede do SINFEMP, localizada na Praça Edivaldo Mota, 63, Centro e em seguida sairão em caminhada até a sede da Prefeitura Municipal, onde será realizado um ato público e audiência com a Prefeita Francisca Mota.

Na pauta de reivindicações da entidade que foi discutida com as mais diversas categorias no Município, está o reajuste salarial, pagamento dos salários até o da 30 do mês trabalhado, insalubridade, periculosidade, adicional noturno, eleições diretas para diretores de escolas e creches, aumento salarial para os aposentados e pensionistas no mesmo percentual concedido aos servidores que estão na ativa, isonomia salarial para os que exercem as mesmas funções, vale refeição, cumprimento da lei do vale transporte, contra o assédio moral nos locais de trabalho, convocação dos aprovados no concurso público, dentre outros.

Para a presidente do SINFEMP, Carminha Soares, a luta pela isonomia salarial passa a ser uma das reivindicações principais, pois a Prefeita Francisca Mota, assegurou na campanha do ano passado, que até 2016, todos os servidores estariam ganhando igual, desde que exercesse a mesma função. Os técnicos administrativos que não estão lotados na secretaria de saúde, tiveram um acréscimo o ano passado em seus salários de R$ 215,00 e o sindicato irá defender o mesmo valor esse ano, igualando com os técnicos administrativos da saúde e em 2016, garantindo salário igual para a mesma função. Isso também para as auxiliares de serviços, vigias, garis, motoristas, músicos, jardineiros, técnicos de informática, dentre outros.

Além disso, os servidores da saúde tem data base em março e a entidade irá lutar pelo reajuste salarial para todas as categorias, como também a elaboração de um Plano de cargos, carreira e salários para os demais servidores municipais, a exemplo da educação e revisão no existente do magistério municipal.

Carminha Soares, enfatizou a necessidade da participação de todos neste primeiro dia de paralisação em Patos com a participação de servidores dos demais municípios que compreendem a base territorial da entidade. Em seguida será definido um calendário de reuniões com os servidores dos municípios de Quixaba, Cacimba de Areia, Passagem, Areia de Baraúnas, Salgadinho, São José do Bonfim, Mãe D’água, Santa Teresinha, Emas, Catingueira, Olho D’água, Malta, Condado, Vista Serrana, São José de Espinharas, São Mamede, Várzea, Santa Luzia, São José do Sabugy e Junco do Seridó.

O SINFEMP já entregou a pauta de reivindicações a Prefeita Francisca Mota  e espera ser atendido o mais rápido, pois apenas os professores até o momento tiveram o reajuste de 13,01% retroativo a primeiro de janeiro de 2015.

sinfemp.com.br

 

 

Comente com o facebook

Comentários

Deixe um comentário