Prefeita de Patos decide retirar artigo 63 do PCCS da Saúde, evitando greve dos servidores municipais.

DSC03019Depois da mobilização dos servidores públicos municipais da saúde de Patos realizada no último dia 30 de agosto de 2013 e a decisão da categoria em entrar em greve a partir do dia 10 de setembro, paralisando todos os serviços da saúde no município, a Prefeita Francisca Mota, em reunião realizada na manhã desta terça-feira, dia 3, decidiu retirar o artigo que provocou toda a celeuma e a revolta dos dirigentes sindicais.

DSC02975A Prefeita Francisca Mota afirmou que esteve no Tribunal de Contas do Estado e que de acordo com orientação do mesmo, sabendo que com as demissões iria reduzir o impacto na folha de pagamento e diante disso iria retirar o artigo 63,  o PCCS iria novamente para o Conselho de Saúde e em seguida para aprovação da Câmara Municipal e que seria colocado em pratica a partir do dia 1° de dezembro do corrente ano.

Para a presidente do SINFEMP- Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Patos e Região, Carminha Soares, isso devia ter acontecido antes, pois a entidade sugeriu que o PCCS fosse colocado em pratica depois de noventa dias da sua aprovação, mas de toda maneira, foi um grande avanço, graças a mobilização e a disposição de luta dos servidores da saúde do município.

Além do SINFEMP, estavam presentes o presidente do SINDACSE, Bosco Valadares, e o Delegado do SINDODONTO, Dr. Medeiros, secretários de governo e uma representação de todas as categorias da saúde.

Para o presidente da CTB/PB e vice-presidente do SINFEMP, José Gonçalves, a organização, a mobilização e a consciência dos servidores da saúde foi importante para garantir os seus direitos, sensibilizando a prefeita Francisca Mota que o melhor caminho é o diálogo e o atendimento as reivindicações dos trabalhadores e trabalhadoras municipais.

Tem assembléia marcada para esta quarta-feira, dia 4, às 3 horas na Associação Comercial de Patos com auxiliares de serviços, vigias e recepcionistas da saúde para discutir as transferências que estão acontecendo, gratificações e outras demandas, com a presença da secretaria de saúde.

Na segunda-feira, dia 9 de setembro, será realizada assembléia geral com todos os servidores da saúde para colocar a proposta em discussão e aprovação, se aceitam os encaminhamentos que foram feitos ou se irão entrar em greve a partir do dia 10 do corrente.

sinfemp.com.br

Comente com o facebook

Comentários

Deixe uma resposta