Professores de Patos aceitam proposta, mas se mantém mobilizados

A presidente do SINFEMP- Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Patos e Região, Carminha Soares, afirmou que os professores de Patos em assembléia geral realizada na tarde de sexta-feira, dia 26 na Associação Comercial, aceitaram a proposta apresentada pela Secretaria de Educação, mas que irão se manter mobilizados, com nova assembléia marcada para o dia 5 de setembro de 2013.

A proposta apresentada a direção da entidade pela Secretaria Adalmira Marques foi de pagar as 30 (trinta horas) retroativo a 1° de julho do corrente, sendo aplicado os 5% (cinco por cento), mas em virtude da folha do mês de julho está pronta o retroativo será pago no mês de agosto. Já os 3% restantes, para completar o piso, será pago a partir do mês de setembro, conforme ficou acertado com a Prefeita Francisca Mota na negociação anterior.

Ficou definida nova assembléia com a categoria para o dia 5 de setembro de 2013 e caso não seja cumprido à proposta, a categoria decidirá por paralisação mais uma vez no município.

Além disso, foi escolhida uma comissão para fechar a proposta final do Plano de Cargos, Carreira e salários do magistério público municipal e todos querem a sua aprovação ainda no mês de agosto.

De acordo com a tabela, os professores do magistério terão aumento entre R$ 148,09 a R$ 194,94. Licenciatura de R$ 169,79 a R$ 222,18. Especialização de R$ 194,41 a R$ 252,97. Mestrado de R$ 222,31 a R$ 287,76. Doutorado de R$ 253,91 a R$ 327,06. Pós-Doutorado de R$ 289,68 a R$ 371,41. Veja tabela abaixo.

Para a sindicalista Carminha Soares, a luta da entidade é fazer cumprir o que determina a lei do piso nacional da categoria, correspondente às 30 horas semanais.

Foi discutida ainda a luta que o SINFEMP desenvolverá por eleições diretas para diretores de escolas e creches no Município de Patos, democratizando assim as direções.

sinfemp.com.br

Comente com o facebook

Comentários

Deixe uma resposta