VEJA VÍDEOS e FOTOS: Servidores da Secretaria de Saúde de Patos realizam assembléia dia 17 de junho e poderão deliberar por Greve no Município.

Os servidores lotados na Secretaria de Saúde do Município de Patos realizarão assembleia geral no dia 17 de junho de 2013, a partir das 15:00 horas no Auditório da Associação Comercial de Patos e poderão deliberar por greve por tempo indeterminado no Município a partir do dia 19 de junho de 2013, primeiro dia dos festejos juninos.

Durante toda manhã de terça-feira, dia 28 de maio, o SINFEMP- Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Patos e Região, em conjunto com o SINDACSE e SINDODONTO, além de uma comissão de servidores, estiveram reunidos com a Prefeita Francisca Mota, a Secretária de Saúde, Ilana Mota, a contadora Clair Leitão, além do Secretário de Controle Interno, Dr. Joanilson Guedes e da Procuradoria, Dr. Márcio Wanderley, para fechar uma proposta do plano de cargos, carreira e salários para os trabalhadores, mas na verdade ficou definida apenas a reunião para o dia 4 de junho, onde será finalizada a proposta do PCCS que deverá ir para aprovação pela Câmara Municipal.
Na reunião foram feitas muitas denuncias por parte dos servidores, com o grande número de contratados e comissionados, desvios de função, assédio moral nos locais de trabalho, falta de material de trabalho, dentre outros.

O pagamento de insalubridade, isonomia salarial, aumento salarial e a aprovação do PCCS, são as bandeiras mais importantes para os servidores da saúde nesse momento.

Para a presidente do SINFEMP, Carminha Soares, a Prefeitura terá que demitir contratados, comissionados, enxugar a folha de pagamento para conceder o aumento salarial para os servidores efetivos que não podem permanecer com seus salários congelados desde o mês de janeiro de 2013.

sinfemp.com.br

 

Comente com o facebook

Comentários

1 comentário em “VEJA VÍDEOS e FOTOS: Servidores da Secretaria de Saúde de Patos realizam assembléia dia 17 de junho e poderão deliberar por Greve no Município.”

  1. Nós bem que tentamos dialogar durante duas horas mais pelo visto ela não estava muito interessada que estava presente na reunião viu que os noss pedidos não foram exorbitantes queremos apenas o que é de direito e como ela mesma disse ”Podem entrar de greve é um direito de vocÊs. então que seja feita a sua vontade.

Deixe uma resposta