Em São José de Espinharas, enquanto não se consegue bloqueio servidores são pagos por cara

O Presidente do SINFEMP- Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Patos e Região, José Gonçalves, afirmou que diversos servidores de São José de Espinharas, estão denunciando que a Prefeitura vem pagando a diversos servidores aliados do atual gestor municipal, inclusive contratados e comissionados, em detrimento dos efetivos, que verdadeiramente trabalham no Município.

O SINFEMP já entrou com diversas ações pedindo o bloqueio dos recursos do FPM e FUNDEB, mas ainda não foi concedido o bloqueio, prejudicando assim os servidores que estão com salários atrasados dos meses de setembro e outubro de 2012.

O Município recebeu apenas no mês de novembro, nos repasses dos dias 10 e 20 deste, o valor de R$ 563.701,14.

Para Gonçalves, é lamentável o que vem acontecendo no Município com atraso sistemático de salários, servidores devendo aos supermercados, farmácias, água, energia, cartões de créditos, empréstimos junto aos bancos e no entanto nada foi bloqueado para assegurar o pagamento aos mesmos.

O SINFEMP realizará dia 10 de dezembro, às 09:00 horas da manhã, uma assembléia geral com todos os associados a entidade para fazer os encaminhamentos necessários no sentido de reverter a situação.

Além de não pagar aos servidores, o prefeito desapareceu do município e  a Prefeitura está se apropriando indevidamente das mensalidades sindical, descontadas dos servidores, caracterizando crime de  apropriação indébita.

O sindicalista lamentou ainda a postura da Câmara Municipal de São José de Espinharas que não se pronuncia sobre o grave problema que vive os servidores municipais.

Comente com o facebook

Comentários

Deixe uma resposta