Assessoria Jurídica do SINFEMP orienta professores e servidores de Patos no tocante ao bloqueio de seus salários

A Assessoria Jurídica do SINFEMP- Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Patos e Região está orientando todos os professores e servidores municipais que tiveram seus salários bloqueados pela Prefeitura de Patos, referente ao mês de outubro de 2012 a procurarem a entidade sindical, antes de apresentarem a documentação.

O Presidente do SINFEMP, José Gonçalves, juntamente com a assessoria jurídica, definiu plantão na entidade para orientar a todos os servidores que estão passando por essas dificuldades, especialmente, o bloqueio que foi feito de forma indevida por parte da Secretaria de Administração.

Gonçalves afirmou que o Procedimento Administrativo foi aberto no dia 3 de setembro  e que os servidores não foram notificados, comunicados de tal procedimento, sendo surpreendidos com o bloqueio de seus salários de forma abusiva e autoritária pela referida secretaria.

No procedimento, os servidores têm 15 dias para comprovarem os vínculos empregatícios e qualquer medida só poderia ser tomada, depois do retorno das informações, caso não correspondesse às exigências da Prefeitura, mas agiram de forma arbitrária, bloqueando os salários indevidamente, que merece reparos na justiça.

Os professores tem direito a dois vínculos empregatícios, que já é de conhecimento da referida secretaria e para provar isso, na própria notificação, já cita os referidos vínculos, não tendo assim a necessidade de agir de forma abusiva, intempestiva como estão fazendo.

O sindicalista lamentou que esses que estão sendo notificados, são os servidores que verdadeiramente trabalham no município, que tem suas contas a pagar todos os meses e que muitos ainda continuam com os salários bloqueados indevidamente, apenas por capricho pessoal da Secretaria de Administração e da Prefeitura Municipal.

Gonçalves adiantou que jamais os servidores irão esquecer a atitude mesquinha por parte da Prefeitura Municipal de Patos, no final do mandato de Nabor Wanderley. “Quem faz muitas vezes esquece, mas quem sofre, jamais esquecerá”, frisou o mesmo.

Comente com o facebook

Comentários

Deixe uma resposta