Dia 31 de março terá manifestação em Patos

Curta!

O Presidente da CTB- Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil na Paraíba, José Gonçalves, confirmou a realização de um ato público na próxima sexta-feira, dia 31 de março, as 16:00 horas, em frente ao Banco do Brasil em Patos, contra a reforma previdenciária, trabalhista e sindical, como também a terceirização, que atende aos empresários e penaliza os trabalhadores,  proposta pelo governo golpista de Michel Temer, que poderá sancionar a qualquer momento.

Além da CTB, demais entidades sindicais da UFCG, IFPB, UEPB, Construção Civil, Trabalhadores no Comércio, trabalhadores rurais, servidores municipais, servidores estaduais, como também o movimento comunitário, as igrejas, OAB e todos que se contrapõem a essas reformas prejudiciais a classe trabalhadora estão sendo convidados.

Para José Gonçalves, a ofensiva de o governo Temer contra os direitos da classe trabalhadora é assustador, pois em seis meses, direitos conquistados na década de 1940 como a CLT foi rasgada, além da constituição cidadã de 1988 segue o mesmo ritmo e os trabalhadores devem sair da inércia e agir, ir para as ruas, denunciar os deputados e senadores que estão votando a favor dessa aberração. “Absurdo você ter que trabalhar até morrer sem conseguir se aposentar, pois a maioria dos trabalhadores brasileiros não conseguirão ter 49 anos de carteira assinada e chegar a 65 anos, pois muitos morrem sem atingir esse patamar de idade absurda proposta por um presidente ilegítimo que se aposentou aos 55 anos, disse o mesmo”.

A CTB vai denunciar todos os deputados da Paraíba, tais como: Veneziano, Hugo Mota, Efraim Filho, André Amaral, Wellington Roberto, Wilson Filho, Luiz Couto, Damião Feliciano, Aguinaldo Ribeiro, Pedro Cunha Lima, Romulo Gouveia e Benjamim Maranhão, além dos senadores José Maranhão, Cássio Cunha Lima e Raimundo Lira, que votaram pelo afastamento de Dilma e alguns no projeto da Terceirização e podem continuar votando contra os trabalhadores. “Esses deputados e senadores que votar contra os trabalhadores devem ser derrotados nas eleições de 2018, pois até o momento o único que votou contra o golpista Temer foi Luiz Couto e ao lado dos trabalhadores, desabafou Gonçalves”.

Gonçalves orienta a realização de atividades neste dia 31 nas 14 regionais da CTB na Paraíba, para demonstrar e conscientizar a população e mobilizar para greve nacional no dia 28 de abril em todo o País.

CTB/PB

Comente com o facebook

Comentários